segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Nostalgia...

Postado por Júlia e Anna Julia
Hello Princess!
Sabe aqueles dias que você acorda com vontade de reviver toda sua vida? Sua infância (a minha foi sem internet!), seus momentos inesquecíveis, seus amores inventados, suas mentirinhas bobas, depois, a pré-adolescência, seu primeiro beijo, seu interesse súbito por moda, suas paixões pelos ídolos (minha paixonite dessa época foi JB), agora, no começo da adolescência, alguns flertes deixados de lado, as novas amigas, as experiências interessante, novamente as paixonites por caras famosos ( Harry Styles, Zayn Malik, Niall Horan, Liam Payne, Louis Tomlinson, Brant Daugherty...)... Mas enfim, hoje eu acordei nostálgica, com vontade de reviver tudo isso (eu ainda estou no inicio da adolescência, mas bateu uma saudade da época que só ganhar uma barra de chocolates, ou uma Barbie, me deixava exultante de felicidade!)
Aqui a mensagenzinha que eu achei na internet:
Nostalgia do Coração 
Cíntya Demarchi 
Em certos momentos da vida, precisamos enfrentar barreiras, sendo estas tão fortes que chegaremos a pensar que iremos desistir, que não adianta mais lutar por um relacionamento, que o que sentimos é somente mais um caso neste vasto mundo. 
Que é verdade a frase, “amar é direito de todos, e ser amada é privilégio de poucos”. Ao imaginar que em poucos dias pode-se matar um sentimento tão sincero, na verdade, eu não queria terminar, não desse jeito... 
Sem relembrar momentos em nossas vidas inesquecíveis, e em pensar em minhas reações ao te ver passar ao lado de outra pessoa, não sei se conseguirei fingir que nada se passou entre nós, que foi tudo ilusão. Mas se chegarmos a esse ponto conseguirei entender se eu realmente te amava, ou não. Se tudo o que sentíamos ou falávamos era realmente amor, hoje eu só sei que fui uma das poucas pessoas que se sentiu amada. A cada instante perto de você me completa, apesar de serem poucos momentos. O tempo foi injusto conosco assim como o Novo é incerto. 
Eu não sei se um dia poderei me arrepender do que fiz, não sei se realmente alguém conseguiria me amar da maneira que você me amou. Não sei se existe alguém que será tão sincero como você... Tenho medo do novo e o tempo continua sendo injusto. 
Você poderia me esperar, mas não quer! 
Você poderia me esquecer, mas não consegue tão rápido. 
Você poderia me amar de novo, mas tem medo de mim agora! 
Você poderia estar comigo neste momento, mas não está! 
Te procuro... 
Te procuro em outros lábios, mas não te encontro. 
Te procuro em outros rostos, mas não te vejo. 
Te procuro em outros carinhos, mas não te sinto. 
Te procuro em outros lugares, mas não te acho. 
Estou com saudades... 
Saudades de seus olhos me olhando, pois ninguém me olha mais como você. 
Saudades de sua boca me beijando, pois não sinto gosto de nenhum outro beijo, ao não ser o seu. 
Saudades de seus carinhos, pois não me sinto feliz com carinhos de outras pessoas. 
Gostaria de ter você hoje para mim. 
Gostaria de conversar hoje com você, sobre nós... 
Gostaria de falar tudo isso acima, mas que pena... 
Você perdeu a confiança em mim, não acredita mais em meu amor... 
E assim finalizo com essas palavras, que tudo isso acima é apenas uma nostalgia do coração.
Kisses da Anna!

0 comentários:

Postar um comentário

 

Uma Princesa Sem Coroa Copyright © 2012 Design by Antonia Sundrani Vinte e poucos