quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

Sofrer por amor, What?

Postado por Júlia e Anna Julia
1505876-7-1339709511905_large 
Hoje é aquele dia em que eu olho pra traz e percebo o quanto eu era idiota no passado, todas as aquelas lágrimas, travesseiro molhado, noites sem dormir, Choro e mais choro, a troco de que? Sofrimento né, só se for, por que sim é muito sofrido você ter um amor icorrespondido, e quando você percebe que foi tudo um amor besta e super infantil, aí sim você ri, e quando você percebe que ele é muito chato feio e super ignorante? Ai você se pergunta: “como eu conseguia chorar por isso” porque pra ele não se preocupar com seus sentimentos só podia ser um moleque sem atitude, esse mesmo aquele que pega todas, e nem liga pros sentimentos de quem realmente o ama, e sim, a maioria das garotas sofrem por amor, principalmente na adolescência, ai você pensa: “eu nunca vou conseguir parar de gostar dele, ele não me ama e ninguém mais vai me amar, eu vou sofrer pro resto da vida, etc...” Com certeza você já teve um desses pensamentos, mas acredite isso tudo passa e no futuro você pode até mesmo rir disso, sim agora você pode pensar claro que não vou rir do meu próprio sofrimento?! , não, você não vai rir do seu sofrimento, mas sim da sua imaturidade de perder tempo com um alguém como ele. E eu não posso terminar esse texto sem falar que a melhor forma de esquecer um amor, é substituindo por outro, sim isso mesmo! Já deve ter ouvido essa frase, mas é verdadeira! E nada de ficar sofrendo por causa de menino não, você tem mesmo é que fazer o possível e o impossível pra esquecer ... Por que na vida existe dois tipos de amor Um falso amor, e um amor verdadeiro, o falso amor é aquele que você acha que ama, mas não ama por que um dia passa, paixão dura dois meses, amor dois anos, e um grande amor .. dura pra vida inteira!
(Texto By: Blogueira Rafaela)

E pra terminar esse post nada melhor que com uma música que eu amooo, Habla Si Puedes da Martina Stossel:

0 comentários:

Postar um comentário

 

Uma Princesa Sem Coroa Copyright © 2012 Design by Antonia Sundrani Vinte e poucos